Em maio, Lojas Americanas


6 de abril de 2012 - 21:05


Promova essa matéria: Orkut Share Promova Facebook Share Compartilhe Retweet Buttom Dihitt



Da Redação

O mestre de obras Júlio Rangel e o salão do primeiro piso onde funcionará a área de vendas das Americanas. (Foto de Raul Marques)


A Lojas  Americanas inaugurará filial em Luís Eduardo Magalhães no próximo mês. A loja, inicialmente de 884 metros quadrados de área de vendas, funcionará no prédio onde estava instalada a loja Dantas, na Rua Pernambuco, no Centro, próximo à agência do Banco Itaú. O engenheiro Antônio Edison Martins da Silva, da Control Tec, empresa que prepara a loja, disse a Oeste Semanal que as obras civis estarão prontas até o final deste mês. A Assessoria de Imprensa das Americanas não quis informar a data da inauguração, mas operários que trabalham na obra informaram que a abertura ocorrerá em 12 de maio, véspera do Dia das Mães. Como as obras estão adiantadas, e certamente ficarão prontas antes do final do mês, é provável que a inauguração ocorra antes daquela data, para aproveitar o bom período de vendas que antecede o Dia das Mães.
A loja de Luís Eduardo tem dois pisos, cada um com 884 metros quadrados. O engenheiro da Control Tec informou que inicialmente a área de vendas ocupará somente o primeiro piso. Os 32 operários comandados pelo mestre de obras Júlio Rangel trabalham nos dois andares. Na quarta-feira, 4, faziam o piso da casa de máquinas. No restante da área, o piso está todo colocado.
A loja de Luís Eduardo será completa e oferecerá produtos que vão de biscoitos a eletroeletrônicos.

A rede.
A Lojas Americanas S.A. é uma das mais tradicionais redes de varejo do país. Tem 627 lojas em 24 estados do país e no Distrito Federal e três centros de distribuição – em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife. Na Bahia, são 23 lojas, das quais nove estão na capital e 14 no interior; destas últimas, uma está em Barreiras.
A empresa opera tanto com lojas de médias e grandes dimensões quanto com lojas compactas, as “Americanas Express”, concebidas segundo o conceito de “loja de vizinhança” e que oferecem um número reduzido de produtos.
No ano passado, quando sua receita líquida atingiu R$ 10,2 bi-lhões (aumento de 8,7% sobre 2010) e o lucro líquido foi de R$ 340 milhões (mais 6,9%), inaugurou 90 lojas. A meta é abrir outras 80 lojas no país até o fim de 2013.
Com  83 anos de existência, a empresa atua também no comércio eletrônico, representado pela B2W – Companhia Global do Varejo, resultado da fusão entre a Americanas.com e o portal Submarino. A venda de mercadorias pela internet começou no final de 1999, quando a empresa criou a controlada indireta Americanas.com. Em 2000, a Americanas.com teve seu capital aumentado através da subscrição integral feita pelas empresas Chase Capital Partners, The Flatiron Fund, AIG Capital Partners, Next International, Global Bridge Ventures e Mercosul Internet S/A, que juntas subscreveram por US$ 40 milhões, ações correspondentes a uma participação de 33% do capital social da Americanas.com. 
Pela internet, a rede comercializa mais de 60 mil itens de 4 mil empresas diferentes, o que lhe garante uma grande participação do comércio brasileiro de brinquedos, bombonière, lingerie, CD’s e DVD’s.

História. A empresa foi fundada em 1929, pelos americanos John Lee, Glen Matson, James Marshall e Batson Borger, que partiram dos Estados Unidos em direção a Buenos Aires com o objetivo de abrir uma loja no estilo Five and Ten Cents (lojas que vendiam mercadorias a 5 e 10 centavos, na moeda americana).  A idéia era lançar uma loja com preços baixos, no modelo que já fazia sucesso nos Estados Unidos e na Europa no início do século. No navio em que viajavam, conheceram os brasileiros Aquino Sales e Max Landesman, que os convidaram a conhecer o Rio de Janeiro. Na visita, os americanos perceberam que havia muitos funcionários públicos e militares com renda estável, porém com salários modestos, e a maioria das lojas não eram destinadas a esse público. As lojas existentes, em geral, vendiam mercadorias caras e especializadas, o que obrigava uma dona de casa ir a diferentes estabelecimentos para fazer as compras. Foi assim que decidiram que o Rio era a cidade perfeita para lançar uma loja de preços baixos para atender àquela população “esquecida” e que vendesse vários tipos de mercadorias. 
A primeira Lojas Americanas foi inaugurada em 1929 em Niterói (RJ), com o slogan “Nada além de 2 mil réis”. No final do primeiro ano, já eram quatro lojas: três no Rio e uma em São Paulo. Em 1940, a Lojas Americanas tornou-se uma sociedade anônima, abrindo o capital. Em 1982, os principais acionistas do Grupo Garantia entraram na composição acionária da Lojas Americanas como controladores.
Em janeiro de 2007, a rede anunciou a aquisição da BWU – empresa detentora da marca Blockbuster no Brasil, somando mais 127 lojas à sua rede.


Matérias relacionadas: